Blog

Confira as últimas notícias do mercado de tecnologia de alimentos do Brasil

  • 4.png

    Desvendando o RIISPOA (Parte 4): Continuação da Classificação Geral

    Olá Guardiões!

    Voltamos com mais um capítulo da série de post DESVENDANDO O RIISPOA.

    No texto de hoje irei finalizar sobre a classificação dos estabelecimentos (iniciado na parte 3 desta série), destacando os pontos principais dos produtos de abelhas, estabelecimentos de armazenagem e de produtos não comestíveis.

    Leia mais
    Dafné DidierDesvendando o RIISPOA (Parte 4): Continuação da Classificação Geral
  • queijo-leite-cru.png

    Desmistificando os riscos dos queijos de leite cru

    Os queijos artesanais brasileiros são tradicionalmente produzidos a partir de leite cru e, em razão de uma legislação voltada para a indústria, por muito tempo esses queijos tiveram sua produção e comercialização reprimidas.

    Contudo, nos últimos anos, em razão de uma grande pressão, principalmente dos consumidores, esses e outros tipos de queijos artesanais de leite cru têm ganhado espaço e pedem licença para serem formalizados e poderem ser comercializados com a mesma segurança jurídica que possuem os produtos de leite pasteurizado.

    Leia mais
    Michele CarvalhoDesmistificando os riscos dos queijos de leite cru
  • 3.png

    Desvendando o RIISPOA (Parte 3): Classificação Geral

    No texto anterior (veja aqui), desvendei os “mistérios” do Capítulo I e II do Título I do RIISPOA. Mostrando como o MAPA tem trabalhado para ser mais moderninho, incluindo no seu repertório termos atuais para segurança dos alimentos.

    No capítulo 3 desta série #NetflixAlimentus, irei tratar da Classificação dos estabelecimentos.

    Será que mudou alguma coisa?

    Leia mais
    Dafné DidierDesvendando o RIISPOA (Parte 3): Classificação Geral
  • 2.png

    Desvendando o RIISPOA (Parte 2): Disposição preliminares e do âmbito de atuação

    Antes de começar a desvendar o RIISPOA, através de uma interpretação pessoal, é importante lembrar que as mudanças para modernização do Regulamento já tinham dado início antes da publicação do Decreto nº 9.013/2017.

    Não sei se a esperança tinha acabado eram realmente necessárias, mas o sistema de fiscalização recebeu uma impactante mudança.

    Leia mais
    Dafné DidierDesvendando o RIISPOA (Parte 2): Disposição preliminares e do âmbito de atuação
  • desvendando.png

    Desvendando o RIISPOA (Parte 1): História

    No ano em que se comemorava o aniversário da 131º da Independência será? e 64º da República, no Rio de Janeiro, o Presidente Getúlio Vargas e o Ministro de Estados dos Negócios da Agricultura, João Cleofas, assinavam o Decreto nº 30.691, aprovando o Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (RIISPOA).

    Apesar da assinatura ter ocorrido no dia 29 de março de 1952, o mesmo só veio a ser publicado no Diário Oficial da União, na data de 07 de julho do mesmo ano, com seus 952 artigos.

    Leia mais
    Dafné DidierDesvendando o RIISPOA (Parte 1): História
  • creaxcrq3.png

    Engenharia e Tecnologia de Alimentos: CREA ou CRQ? (FINAL)

    No texto anterior (aqui) foi abordado o conflito do CREA e CRQ e a Engenharia de Alimentos. E agora, finalmente chegamos a última parte desta série de textos sobre CREA ou CRQ.

    A PROFISSÃO DE TECNÓLOGO DE ALIMENTOS

    A Tecnologia de Alimentos, assim como a Engenharia, também é regulamentada pelos dois conselhos, os de engenharia e os de química. Como se sabe, os cursos de Tecnologia, em tese, possuem um menor número de atribuições quando comparados com os cursos de Engenharia, porém no que se refere à fiscalização, a profissão de Tecnólogo de Alimentos é ainda mais disputada entre esses conselhos, pois as mesmas não se encontram regulamentadas por leis específicas como as engenharias na Lei 5.194/66 e a engenharia química na Lei 2.800/56.

    Leia mais
    Júlio Cézar PaixãoEngenharia e Tecnologia de Alimentos: CREA ou CRQ? (FINAL)
Dafné DidierBlog